Sports & Fitness Genetic Profiling

Pedir Agora

325€

TrainMee®

Porquê TrainMee®?

Resultados

Áreas

Explora o teu potêncial

Mais Informações

VIDEO

TrainMee®

TrainMee® é uma análise genética prática com 99% de precisão que informa de que forma a sua composição genética única influencia a definição de um programa de treinos personalizado permitindo-lhe alcançar um desempenho atlético optimizado.

A nossa análise genética é baseada em dados científicos comprovados e confirmados, e foi especialmente projectada para tornar possível a adaptação do treino de forma personalizada.

Optimiza o teu esforço!

Porquê TrainMee®?

Utilidade

Análisa com precisão 43 variantes genéticas (33 genes) implicados em 8 áreas importantes de forte impacto: Potência-resistência, musculação, potência, lesões, recarga energética, recuperação, resistência e VO2 máx.

Prático

Proporciona informação genética que permite estabelecer recomendações personalizadas de grande impacto para o rendimento desportivo. Evita o treino não personalizado através da definição de um programa de treinos ajustado, que permite melhoar o rendimento de uma forma única. Permite alcançar os objetivos e a obtenção de resultados duradouros.

Precisão

Esta análise baseia-se nos estudos genótipo-fenótipo estatisticamente mais relevantes e significativos através de uma tecnologia de genotipagem com uma precisão de 99%. O modelo de dados TrainMeee realiza-se mediante um conjunto inovador de algoritmos e ferramentas de aprendizagem automáticos. A nossa metodologia utiliza bases de dados próprias e conhecimentos científicos rigorosos.

Um teste, muitas respostas

TrainMee® usa os estudos científicos mais recentes e rigorosos para obter uma perspectiva única da capacidade atlética de cada pessoa.

O DNA é analisado para avaliar 43 variantes genéticas de 33 genes. Esses genes estão especificamente associados ao rendimento atlético para actividades de força, resistência ou actividades combinadas de força e resistência, reposição de energia, construção muscular, lesões e recuperação.

+

Potência

+

Resistência

+

Potência-Resistência

+

Musculação

+

VO2

+

Reabastecimento de Energia

+

Lesões

+

Recuperação

Potência

A capacidade atlética associada à capacidade de potência depende em grande medida de factores genéticos. A análise de variantes genéticas associadas com o potencial para exercer uma força substancial num curto espaço de tempo é relevante para um treino depotência melhorado. As variantes genéticas elegidas estão confirmadas cientificamente e demonstraram a sua influência em:

  • Força / potência / sprint
  • Tipo de fibra
  • Eficiência metabólica
  • Geração de energia musculoesquelética
  • Vasodilatação
  • Regulação de pressão sanguínea
  • Ritmo cardíaco
  • Hipertrofia musculoesquelética indicada pelo exercício

Resistência

Geralmente, a capacidade de resistência é em grande parte hereditária e poligénica. Para melhorar o rendimento atlético, é relevante avaliar as variantes genéticas relacionadas com a capacidade de repetir uma actividade por um período de tempo prolongado sem ocorrer fadiga. As variantes genéticas elegidas estão confirmadas cientificamente e demonstraram a sua influência em:

  • Tipo de fibra
  • Fornecimento de oxigénio aos músculos
  • Eficiência metabólica
  • Capacidade dos músculos para usar o oxigénio
  • Desempenho musculoesquelético
  • Taxa máxima de consumo de oxigénio
  • Tolerância à fadiga / lactato sanguíneo
  • Regulação da pressão sanguínea
  • Capacidade cardiopulmonar
  • Vasodilatação
  • Angiogénese
  • Economia profissional

Potência-Resistência

A força muscular e o rendimento muscular geral são factores importantes para a prática de desportos de potência, sprint e aeróbicos-anaeróbicos mistos. Existem várias variantes genéticas que tem um impacto na capacidade dos músculos para a prática de exercício intenso. As variantes genéticas elegidas estão confirmadas cientificamente e demonstraram a sua influência em:

  • Fornecimento de oxigénio ao músculo
  • Limiar anaeróbio
  • Consumo de energia
  • Homeostase da glicose
  • Metabolismo lipídico
  • Inflamação vascular
  • Regulação da pressão sanguínea
  • Vasodilatação
  • Angiogénese

Musculação

A força musculoesquelética é importante para um bom desempenho atlético e é determinada em grande parte pela formação de fibras de contracção rápida, que requerem aumentos rápidos de energia. As variantes genéticas selecionadas são principalmente associadas à força e ao tamanho muscular. As variantes genéticas escolhidas são cientificamente confirmadas e sua influência demonstrada em:

  • Hipertrofia muscular
  • Massa muscular
  • Força muscular
  • Potência muscular
  • Desempenho musculoesquelético

VO2

VO2 máximo é o índice máximo de consumo de oxigénio de um individuo durante o exercício gradual, e, portanto, reflete a capacidade aeróbica de uma pessoa. As variantes genéticas seleccionadas têm um impacto na capacidade cardiorrespiratória, ou seja, na capacidade de realizar exercícios dinâmicos de intensidade moderada a alta. As variantes genéticas elegidas estão confirmadas cientificamente e demonstraram a sua influência em:

  • Índice máximo de consumo de oxigénio (VO2 máx.)
  • Fornecimento de oxigénio ao músculo
  • Tolerância à fadiga

Reabastecimento de energia

As variáveis genéticas associadas à reposição de energia são o melhor exemplo da necessidade de integração entre treino e conselhos nutricionais para contribuir para a saúde e o bem-estar do atleta. A predisposição à inflamação e ao stress oxidativo podem implicar a necessidade de um suplemento alimentar adaptado à dieta diária, como quantidades adequadas de antioxidantes ou ácidos gordos ômega-3. As variantes genéticas escolhidas são cientificamente confirmadas e sua influência demonstrada em:

  • Stress oxidativo
  • Micronutrição
  • Necessidades de ácidos gordos polinsaturados

Lesões

Uma lesão no tendão ou ligamento é uma lesão de sobre esforço associada aodesporto e é uma causa comum de deficiência. A maioria dos principais tendões, como o tendão de Aquiles, a rótula, o manguito rotador e o extensor do antebraço são vulneráveis ao excesso de esforço. Conhecer as variáveis genéticas que influenciam a susceptibilidade a lesões específicas ajudará a personalização de recomendações de exercícios, ao escolher as estratégias de prevenção adequadas. As variantes genéticas escolhidas são cientificamente confirmadas e sua influência demonstrada em:

  • Dano muscular causado pelo exercício
  • Tendinopatias e ruptura do ligamento
  • Perda de força
  • Dor
  • Sinalização de insulina
  • Inflamação
  • Stress oxidativo

Recuperação

Está demonstrado que o exercício intenso prolongado resulta na activação de fatores inflamatórios. Para melhorar o desempenho, é importante conhecer as variantes de risco genético associadas a um menor tempo de recuperação por danos musculares após o exercício. As variantes genéticas escolhidas são cientificamente confirmadas e a sua influência demonstrada em:

  • Índice de reparação muscular
  • Resposta inflamatória
  • Formação de colágeno na cartilagem e no tecido conjuntivo
  • Sinalização de insulina

Explora o teu potêncial e traça um programa de treino à tua medida

  • Permite conhecer onde o potencial de rendimento atlético está relacionado com a força, atividades de resistência e intensidade de treino
  • Obter um programa de treino mais sustentável e personalizado com menor risco de lesões
  • Adquire proteção contra lesões graves melhorando a sua capacidade de recuperação e planeamento do plano de exercícios adequadamente
  • Conheça as suas necessidades nutricionais para melhorar a recuperação do treino
  • Alcance os resultados da força muscular, tonificação ou perda de volume mais rapidamente, levando em consideração o seu perfil genético
  • Obter informações genéticas práticas e simples que tenham um impacto na vida diária

SOLICITAR KIT